Inacreditável! Promotor pede retorno da elefanta Bambi para o zoológico de Ribeirão Preto, SP

Inacreditável! Promotor pede retorno da elefanta Bambi para o zoológico de Ribeirão Preto, SP
Bambi (à esquerda da foto) tem se adaptado à nova rotina (Foto: redes sociais/Santuário de Elefantes Brasil)

Mesmo após quase três meses da transferência da elefanta Bambi do Bosque Zoológico Fábio Barreto em Ribeirão Preto, para o Santuário Elefantes Brasil, na Chapada dos Guimarães (MT), o caso ainda é motivo de polêmica. Isso porque, o promotor Wanderley Trindade pediu que o animal fosse trazido de volta para a cidade.  

Na mesma ação que a Justiça determinou a transferência de Bambi para o santuário, o promotor apresentou manifestação alegando que a elefanta estava sendo bem tratada em Ribeirão Preto e que faz parte do patrimônio público da cidade.  

“[…] é do interesse da população de Ribeirão Preto e da região metropolitana a sua permanência do zoológico Fábio Barreto”, escreveu Trindade no processo, em petição que foi anexada no último mês de novembro.  

De acordo com o promotor, a direção do bosque vinha promovendo as adequações para permanência do animal, seguindo as recomendações da Associação de Aquários e Zoológicos do Brasil, da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo e do Conselho Regional de Medicina Veterinária.  

“[…] fato da não demonstração de maus-tratos de Bambi no zoológico Fábio Barreto e pelas adequações feitas com direito público”, afirma.  

O pedido ainda precisa ser analisado pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Ribeirão Preto, onde corre o processo.

Outro lado 

No processo, o Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, que instaurou a ação que permitiu a transferência de Bambi, contesta as alegações de Trindade e afirma que a elefanta foi encaminhada para o melhor lugar no Brasil para acolher elefantes.  

A entidade ainda diz que a volta de Bambi para Ribeirão Preto “seria uma das maiores barbáries praticadas pelo Estado”.

Por Leonardo Santos

Fonte: A Cidade ON


Nota do Olhar Animal: Vergonha alheia… A pretensão deste promotor é totalmente descabida e sem qualquer base factual. O principal argumento do zoológico e do próprio promotor Wanderley Trindade para que a Bambi não fosse transferida do zoológico para o Santuário de Elefantes Brasil (SEB) era o de que ela não deveria ser submetida a uma viagem que, na visão equivocada deles, colocaria em risco a vida da elefanta. A viagem foi autorizada pelo juiz, transcorreu com absoluto sucesso e sem qualquer intercorrência que sinalizasse algum problema com a Bambi, que hoje vive feliz no SEB, podendo expressar toda sua natureza junto a outros animais de sua espécie. Agora o promotor quer que Bambi faça a vigem de volta? O que será que está levando o promotor a agir desta forma?

Enquanto o promotor de justiça em Ribeirão Preto pede a volta de Bambi, o promotor Jorge Alberto de Oliveira Marum, de Sorocaba, também no interior paulista, acertadamente recomenda que o elefante Sandro, que agora vive solitariamente no zoo daquela cidade após a morte da companheira Haisa, seja transferido para o mesmo SEB, o que evidencia ainda mais o despropósito que representa reivindicar o retorno de Bambi.

MP recomenda que elefante Sandro seja transferido para santuário após morte da companheira Haisa no zoológico de Sorocaba, SP