Macaco ‘sequestra’ celular de turistas e troca por comida; veja vídeo

Macaco ‘sequestra’ celular de turistas e troca por comida; veja vídeo
A dinâmica de troca de pertences por comida é aprendida pelos animais até eles completarem quatro anos. Foto: Reprodução/Redes sociais

Um vídeo de um macaco “roubando” um celular de uma turista viralizou nas redes sociais, no último 17 de outubro. Os animais que vivem no Templo de Uluwatu, em Bali, na Indonésia, já são conhecidos por “trocar” pertences por comidas.

Um internauta aconselhou a quem for visitar o local ter cuidado com seus pertences. “O templo de Uluwatu, em Bali, é o lar de engenhosos macacos de cauda longa que ganharam a reputação de roubar audaciosamente visitantes involuntários e guardar seus pertences até receberem comida como forma de resgate. Então quando você for lá, cuidado”, escreveu.

Outro usuário admirou a capacidade inovar para se alimentar dos macacos. “Um exemplo fascinante da inteligência e adaptação animal”, comentou.

Estudo explica o motivo do comportamento dos macacos

Segundo o jornal O Globo, o comportamento desses animais foi analisado durante 273 dias, entre os anos de 2015 e 2016, por cientistas da Universidade de Lethbridge, no Canadá, e da Universidade Udayana, na Indonésia.

O estudo ainda revela que os animais mais velhos são os mais experientes na negociação. A pesquisa indica que os macacos entenderam quais os pertences de maior valor para os humanos.

A dinâmica de troca é aprendida pelos animais até eles completarem quatro anos.

Fonte: Diário do Nordeste