Moradores denunciam ‘serial killer’ de gatos em condomínio no Santa Luzia, em Campo Grande, MS

Moradores denunciam ‘serial killer’ de gatos em condomínio no Santa Luzia, em Campo Grande, MS

Depois de um ‘serial killer’ de animais aterrorizar os donos de cães no bairro São Francisco no ano passado, agora quem passa pelo drama são os moradores de um condomínio no bairro Santa Luzia, em Campo Grande. Só na manhã desta terça-feira (10), foram três gatos mortos, segundo os moradores.

A acadêmica de Pedagogia, Madalena Alexandra, conta que mora no condomínio há nove anos e que sempre teve gatos como animais de estimação. Entretanto, os animais começaram a morrer e deixaram em pânico os donos de animais. “Sempre tive gatos e ninguém fazia maldade com os bichos”, diz.

Nesta terça-feira (10), três gatinhos amanheceram agonizando e a acadêmica diz que esta não é a primeira vez. Ela calcula que quase 10 animais teriam sido envenenados. “Só meu foram cinco. Era duas pretinhas, um siamês, um cinza com preto e uma branquinha”, lamenta.

Maria de Fátima também mora no condomínio e teme encontrar seus animais mortos. “Eu tenho cachorrinho. Por enquanto estão matando gatos, mas tenho medo”, diz.

O que fazer?

A orientação da Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) é recolher o máximo de provas possíveis para fazer a denúncia e para que assim a polícia possa encontrar o assassino de animais. Fotos, vídeos, veneno e laudo veterinário podem ser usados como evidência para o registro da denúncia.

A pena para esse tipo de crime é de 3 meses a 1 ano, além de multa. Caso haja maus-tratos seguido de morte, a pena pode ser aumentada em quatro meses.

Por Mylena Rocha 

Fonte: Midiamax

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.