Mulher é autuada por crime ambiental e multada em MS por cortar asas de papagaios e mantê-los em gaiolas

Mulher é autuada por crime ambiental e multada em MS por cortar asas de papagaios e mantê-los em gaiolas

Uma mulher de 42 anos foi autuada por crime ambiental e multada em R$ 16,5 mil por cortar as asas de três papagaios e mantê-los em uma gaiola. Segundo a Polícia Militar Ambiental (PMA), a situação caracteriza maus-tratos a animais.

A mulher mora em uma fazenda de Anaurilândia, que fica na divisa com o estado de São Paulo, e os policiais chegaram até ela após denúncias. No local havia também dois periquitos australiano e um canário belga, aves exóticas, que, pelas normas, são consideradas como domésticas e não foram apreendidas.

A mulher poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção pela manutenção dos animais ilegalmente em cativeiro e de três meses a um ano por maus-trato. Os animais foram encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras).

Operação Bocaiúva

O flagrante de quarta-feira (16), integra as ações da operação Bocaiúva. Desde o dia 12 de setembro a polícia reforça a fiscalização de combate ao tráfico de animais porque de agosto a dezembro é o período reprodutivo dos papagaios. Nestes meses, traficantes se aproveitam da situação e tentam levar papagaios para outros estados.

A ação envolve policiais e fiscais do Ibama. O objetivo é evitar a retirada dos filhotes dos ninhos, pois, uma vez que saem do processo natural de desenvolvimento, pode ocorrer problemas à natureza e os custos econômicos, para cuidar dos animais até a reintrodução envolvem muito dinheiro público.

Enquanto as equipes se distribuem em fazendas e bloqueios, os outros órgãos de segurança, como, Unidades da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal, principalmente da região com maior índice do tráfico, foram alertados para atentarem para o problema neste período.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.