Foto: Reprodução/CanaldoPet

Protetora recebe notificação do CCZ por alimentar animais de rua em Campo Grande, MS

Uma moradora do bairro Monte Castelo foi notificada pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) nesta sexta-feira (06) por alimentar animais de rua. Ela foi denunciada por um vizinho após deixar alimento e água para os gatos de rua na calçada de sua casa.

No caso, a protetora apenas recebeu um termo de orientação sobre o ocorrido. Nessa situação, a pessoa não sofre nenhuma sanção administrativa nem multa, porém fica ciente de que ela está cometendo um ato que afeta a coletividade.

De acordo com o CCZ, alimentar animais de rua não é recomendado, pois além de ocasionar transtornos à população circunvizinha, acarreta na exposição involuntária destes moradores a situações de insalubridade e risco de zoonoses, o que se enquadra nos artigos 67 e 68 da Lei Complementar 148 de 23 de dezembro de 2009.

“O CCZ tem atuado para tentar coibir os frequentes casos de maus tratos e abandono de animais, o que consequentemente geram situações como esta, onde as pessoas acabam se sensibilizando, entretanto agem de encontro com legislação vigente. Caso a pessoa se depare com um animal nestas condições é recomendado que o CCZ seja acionado imediatamente para fazer o recolhimento deste animal”, informou a assessoria.

Por Ana Palma

Fonte: Midiamax


Nota do Olhar Animal: O nome do prefeito que atrapalha a assistência aos animais via o CCZ que administra é Marquinhos Trad (PSD). Sua página no Facebook é https://www.facebook.com/marquinhostrad.trad. E o e-mail do gabinete é [email protected]. Mais uma prefeitura para a lista das prefeituras que agem contra atitudes altruístas, punem e não resolvem a questão. O CCZ foi lá recolher os gatos? E qual o destino deles? Já ouviram falar em C.E.D.? Que tal aplicar por lá?

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.