Revolta! Cão pit bull saudável é abatido pela prefeitura de Pouso Alegre (MG) por falta de espaço

Revolta! Cão pit bull saudável é abatido pela prefeitura de Pouso Alegre (MG) por falta de espaço
Foto do cão que foi morto pela prefeitura

A morte do cão da raça pit bull que foi eutanasiado em Pouso Alegre, Minas Gerais, causou uma grande repercussão nas redes sociais. O animal estava perdido nas ruas da cidade desde o dia 29 de dezembro de 2023. Várias pessoas postaram fotos dele, mas ninguém em nenhum momento falou nada sobre agressividade do animal. No entanto, os tutores não apareceram e ele continuou andando sem rumo.

Nesta terça-feira, dia 2 de janeiro de 2024, ele deitou próximo a uma loja na rua Vicente Simões. Pessoas acionaram o Corpo de Bombeiros para que fossem buscá-lo, o que não faz sentido nenhum, já que o cachorro não era agressivo. O Corpo de Bombeiros buscou o animal e o encaminhou para o Centro de Bem-Estar Animal da prefeitura. Segundo consta no BO, os funcionários informaram que o local estava com superlotação e não tinha onde deixar o cachorro.

Lá, sem dar a menor chance para esse animal que não tinha nada, só estava perdido, sem postar uma foto do animal, sem tentar conseguir uma adoção que fosse, ou encontrar os tutores, decidiram sacrificá-lo. A eutanásia foi feita na hora, em um cachorro sadio, que foi morto apenas por ser um pit bull.

A prefeitura alega que o animal foi sacrificado por falta de espaço no centro de bem-estar animal. No entanto, essa justificativa não convence, pois há várias ONGs de proteção animal na cidade que poderiam ter acolhido o cachorro.

Prefeitura apura morte de pit bull que foi sacrificado em Centro de Bem-Estar

A administração municipal informou que tomou conhecimento do ocorrido apenas nesta terça-feira (3) e disse que acionou o departamento jurídico da prefeitura para apurar o caso e as ações de todos os envolvidos.

Ainda de acordo com a prefeitura, a administração alega se preocupar com a segurança da comunidade e com o bem-estar dos animais e reforçou que todas as medidas legais serão tomadas para esclarecer os fatos.

A Polícia Civil informou que a denúncia de maus-tratos foi registrada manhã desta quinta-feira (4) e que está apurando os fatos.

Por Segundinho

Fonte: Ivaiporã Online


Nota do Olhar Animal: A EUTANÁSIA é um ato de caráter misericordioso e que deve atender aos interesses de quem o sofre, e não aos interesses de quem o pratica. Só pode ser chamado de “eutanásia” o ato de abreviar a vida de um animal com doença incurável e em estado irreversível de sofrimento. Os órgãos públicos de saúde disseminaram o entendimento errado do termo “eutanásia” a fim de tentar minimizar a IMORALIDADE de suas ações de extermínio. Infelizmente, até mesmo protetores usam erradamente esta terminologia.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.