Ativistas realizam protesto nesta quarta pedindo uso de castramóveis inativos em Natal, RN

330
Ativistas realizam protesto nesta quarta pedindo uso de castramóveis inativos em Natal, RN

Os castramóveis são dois trailers equipados para fazer cirurgias de castração gratuitas em animais. Adquiridos pela Prefeitura, a partir de emendas ao orçamento feitas pela Câmara Municipal de Natal, os veículos completam nesta quarta, 26, um ano de sua chegada na cidade e, até agora, nenhuma castração foi feita. Estacionados no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), os castramóveis sofrem com a ação do tempo e com o descaso da Prefeitura com um patrimônio que custou cerca de R$ 450 mil.

O mandato do vereador Sandro Pimentel (PSOL) e protetores de animais realizam na quarta, 26, um ato público para “celebrar o aniversário de incompetência da prefeitura”. A manifestação está marcada para acontecer no CCZ Zona Norte, a partir das 9h, e será uma denúncia da falta de ação da prefeitura do Natal com políticas de cuidado animal.

O mandato do vereador Sandro Pimentel acompanha de perto a situação dos veículos e chegou a garantir na Justiça a aplicação da verba para compra dos insumos para realização das cirurgias. Segundo estimativas, cada castramóvel poderia fazer até 25 procedimentos por dia. Se contarmos cerca de 20 dias úteis por mês, durante um período de 12 meses, deixaram de ser feitas 12 mil castrações de animais em Natal.

A castração evita o crescimento populacional descontrolado de cães e gatos, diminui o índice de abandono e maus-tratos, previne proliferação de doenças e diminui o impacto desses animais no meio ambiente.

Fonte: Tribuna de Notícias


Nota do Olhar Animal: É uma vergonhosa demonstração de incompetência e descaso da Prefeitura de Natal manter inativos dois castramóveis na cidade, condenando assim tantos animais ao sofrimento e jogando dinheiro público na lata do lixo. Não cabe uma ação por improbidade contra o prefeito? Com a palavra o Ministério Público.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.