Cachorra foge de clínica veterinária e morre atropelada na BR-262 em Cariacica, ES

Cachorra foge de clínica veterinária e morre atropelada na BR-262 em Cariacica, ES
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Uma cachorra morreu após fugir de uma clínica veterinária e ser atropelada na BR-262, em Campo Grande, Cariacica. O caso foi relatado pela tutora do animal, Sâmela de Andrade Celestrino, que levou o ocorrido até a Polícia Civil.

Em contato com a reportagem do jornal online Folha Vitória, ela afirma ter levado Nala até o estabelecimento, no início da noite de sábado (2), após a cadela, uma vira-lata de 2 anos, apresentar suspeita de intoxicação alimentar.

Uma outra cachorrinha dela, de 3 meses, também foi levada para o local, com o mesmo quadro. Segundo a tutora, as duas comeram chocolate enquanto estavam sozinhas em casa e Nala aparentava estar mais quieta que o normal.

“Costumamos levá-las para uma clínica, mas ela estava fechada na hora. Então decidimos levar nessa, que não conhecíamos, mas fica mais perto de casa”, contou.

Sâmela disse que as duas cachorras foram medicadas e estavam aparentemente bem. No entanto, a veterinária teria dito que seria melhor deixá-las internadas, em observação, já que havia risco de complicações.

Por volta das 21 horas do mesmo dia, a tutora ligou para a veterinária, que disse que as duas estavam bem.

“Senti ela um pouco agitada no telefone. Também estranhei porque ela pediu meu endereço. Depois de uns 15 minutos, ela me ligou de volta, dizendo que era para a gente ir correndo até a clínica, que a Nala tinha fugido”.

Ao chegar ao estabelecimento, a tutora ouviu a veterinária justificar o ocorrido, alegando que estava sozinha e que a clínica estava muito movimentada naquele dia.

“Ela me disse que a Nala abriu a gaiola com a pata e saiu. Como pode ter passado por três portas e ainda a porta da recepção, que abre pelo interfone?”, questionou.

Segundo Sâmela, as buscas pelo animal foram feitas em três carros e por pessoas à pé. Elas começaram por volta das 22 horas e, inicialmente, seguiram até as 4 horas do domingo (3).

Por volta das 6 horas, a tutora recebeu a informação de que um cachorro com as mesmas características de Nala foi encontrado caído às margens da BR-262, nas proximidades da Viação Águia Branca.

“Entrei em contato com eles, relatando que esse animal havia sido encontrado, para eles irem lá e verem se era a Nala. Mas disseram que não podiam, que tinha que esperar. Eles também me pediram uma foto da Nala. Ou seja, nem sabiam como era a cachorra e disseram que a estavam procurando”.

A vira-lata foi retirada da rodovia, já sem vida. Em seguida, Sâmela levou o animal morto até a clínica. No local, segundo ela, disseram que não poderiam fazer mais nada e que devolveriam o dinheiro da internação — o que ainda não aconteceu, de acordo com a tutora.

Houve uma discussão no local. Segundo Sâmela, em determinado momento, desceu um homem com uma arma na cintura, se identificando como irmão do dono da clínica e dizendo que morava no local e que não queria saber de confusão.

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Sentindo-se intimidada, Sâmela procurou a Delegacia Regional de Cariacica, onde registrou um boletim de ocorrência por ameaça.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi orientada a procurar a Delegacia de Campo Grande. A PCES informou ainda que o caso será investigado.

O outro lado

A reportagem do Folha Vitória entrou em contato com a clínica veterinária. Uma funcionária atendeu a ligação e disse que o dono do estabelecimento estava viajando para fora do Estado.

Segundo ela, o proprietário só deve retornar na terça-feira, quando poderá se pronunciar sobre o ocorrido.

Por Rodrigo Araújo

Fonte: Folha Vitória

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.