Região de mata na área rural da Vila das Garças, em Campinas (Foto: Google Street View)

Cachorro fica preso em armadilha de capivara em Campinas, SP

Depois de dois dias uivando de dor, um cachorro sem raça definida e de grande porte foi salvo de uma armadilha de capivara na madrugada desta sexta-feira (31) no Vale das Garças, zona rural de Campinas, ao norte de Barão Geraldo. Apesar dos ferimentos graves, ele foi salvo por dois voluntários.

A história foi contada por um dos voluntários que salvou o cachorro, o bombeiro civil Alexandre Queiroz. Ele conta que recebeu o chamado de uma das moradoras do bairro, um loteamento de chácaras, por volta das 22h.

“Estou de férias e tocou o celular, estava dormindo. Achavam que ele havia caído em um buraco. Aí já não consegui dormir mais”, contou. Com um colega, ele seguiu para o bairro afastado e se emaranhou no mato alto para encontrar o animal.

“Fomos pelo som dos gritos do cachorro. Ele não caiu em um buraco, mas em uma armadilha de capivara. Estava preso pelo laço na coxa esquerda. O fio de aço já tinha entrado na carne. Mais uma noite ele não aguentava”, disse. Na região, é comum caçadores armarem as armadilhas para as capivaras, segundo o bombeiro.

No entanto, quando cachorros caem nelas sem querer, os caçadores não costumam soltá-los, pois os animais se tornam agressivos e ariscos. O animal da noite desta madrugada sobreviveu e foi levado pela senhora que chamou os voluntários para a emergência veterinária em Jaguariúna.

“Busco voluntários, mas prefiro pessoas treinadas. Não pode dizer ‘não’. Se tiver frio, chovendo, calor, de madrugada, temos que ir”, disse.

Por Sarah Brito

Fonte: A Cidade ON

Manejo não letal de capivaras

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.