Loja gaúcha de sapato vegano abre pop-up store em Brasília, DF

A ideia de usar e consumir produtos de origem não animal é um atitude sustentável cada vez mais valorizada no país. Por isso, a onda de roupas e calçados veganos tem se espalhado pelo Brasil. A marca gaúcha, Insecta shoes, é uma dessas empresas e, por ter tido uma grande aceitação entre os brasilienses, vai inaugurar uma loja temporária na cidade.

LEIA MAIS Loja gaúcha de sapato vegano abre pop-up store em Brasília, DF

Arara-canindé é resgatada após ‘passear’ em prédios do DF

Uma arara-canindé adulta foi resgatada depois de “passear” por dois condomínios no último domingo (27) na Asa Norte, em Brasília. Segundo a administradora de um dos edifícios, a ave tinha uma asa machucada e foi acolhida por moradora antes de ser resgatada por policiais do batalhão ambiental. Não há informações sobre como o bicho surgiu no local.

LEIA MAIS Arara-canindé é resgatada após ‘passear’ em prédios do DF

ONG pede ajuda para tratar pit bull tirada do tutor no DF

Há 16 dias, a pit bull Natasha está internada em uma clínica veterinária do Distrito Federal. Durante esse tempo, a cadela já passou por uma cirurgia e segue tratamento para os problemas renais e no fígado que apresenta. Ainda não há expectativa de alta, já que o animal precisará passar por outra operação na mama. Os cuidados têm sido intensos e custam caro.

LEIA MAIS ONG pede ajuda para tratar pit bull tirada do tutor no DF

Justiça autoriza resgate de pit bull agredida no Núcleo Bandeirante, DF

Após ser acionada por entidades protetoras dos animais, a Justiça do Distrito Federal expediu ordem para o resgate da cachorra que era agredida por seu tutor no Núcleo Bandeirante. A cadela da raça pit bull foi levada na manhã desta segunda-feira (31/10) por policiais civis para uma clínica veterinária, antes de seguir para um lar temporário.

LEIA MAIS Justiça autoriza resgate de pit bull agredida no Núcleo Bandeirante, DF

Pit bull é agredida no DF e ONG suspeita até de abuso sexual

A entrada de um edifício no Núcleo Bandeirante virou ponto de vigília de ativistas protetores de animais desde o sábado (29/10). Representantes de entidades tentam resgatar uma cadela da raça pit bull que, segundo moradores do prédio, é agredida frequentemente pelo tutor. Vizinhos suspeitam que o animal chegou a ser violentado sexualmente. O caso foi parar na delegacia.

LEIA MAIS Pit bull é agredida no DF e ONG suspeita até de abuso sexual