Centro que atende animais silvestres no Tocantins altera escala para poder seguir funcionando

Centro que atende animais silvestres no Tocantins altera escala para poder seguir funcionando
Animais ficam no centro enquanto passam por reabilitação — Foto: Arquivo Cefau/Governo do Tocantins

O Centro de Fauna do Tocantins (Cefau) precisou adaptar as escalas dos servidores para manter as atividades funcionando normalmente durante a pandemia do novo coronavírus. Como parte dos técnicos faz parte dos grupos de risco para a doença e não pode ir ao local foi necessário fazer um sistema de revezamento com os demais colegas.

O uso de equipamentos do proteção individual faz parte do cotidiano de quem lida com animais, mas o uso foi reforçado para evitar qualquer tipo de contaminação. O local atende mensalmente em média 150 animais que estão em processo de reabilitação e não sobreviveriam na natureza.

Parte dos bichos é resgatada com ferimentos em posse de traficantes de animais ou criadores ilegais. Os moradores podem fazer denúncias pelo email fauna@naturatins.to.gov.br , pela Linha Verde no número 63 0800 11 55 ou no site do Naturatins.

O gerente de Pesquisa e Informações da Biodiversidade do Naturatins Jorge Leonam da Silva Barbosa disse que até março deste ano foram recebidos 59 animais silvestres. Em todo o ano passado foram quase 540. Além dos animais vítimas de tráfico, há também aqueles que se machucam em acidentes ou que são encontrados perdidos dos pais na área urbana das cidades.

Servidores adaptaram as escalas para manter o atendimento — Foto: Arquivo Cefau/Tocantins

Fonte: G1

Centro de Fauna do Tocantins mantém o atendimento de animais silvestres

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.