Esquilo preso na ferrovia decide pedir ajuda para humano

Esquilo preso na ferrovia decide pedir ajuda para humano

Um dia, Nick Allen saiu para um passeio por alguns trilhos de trem perto de sua casa, quando algo curioso chamou sua atenção.

No espaço entre as ferragens em um trecho remoto do trilho, estava um esquilo que ficara preso. Por mais que tentasse, a pequena criatura simplesmente não conseguia subir e passar pela barreira de aço à sua frente.

Allen decidiu parar.

“Eu realmente queria ajudar aquele carinha no trilho”, contou Allen ao The Dodo. “Fiquei um pouco cauteloso, já que não tinha certeza de quão seguro seria tentar tocar o rapaz ao tentar ajudá-lo.”

A última coisa que ele queria fazer era estressar ainda mais o esquilo, pegando-o de repente. Mas, para surpresa de Allen, foi o esquilo quem tomou a iniciativa.

Sem ser solicitado, o esquilo começou a subir na perna de Allen, claramente pedindo ajuda.

Aqui está o vídeo do momento notável:

https://web.facebook.com/nick.allen.5209000/videos/1087488758003975/

Allen ficou impressionado.

“Quando ele escalou minha perna, pensei: Isso não tem como ser real. Este bicho selvagem simplesmente rastejou sobre mim. Só posso estar sonhando ou algo assim.”

Mas ele não estava sonhando. O esquilo havia decidido confiar nele.

Fotos: Nick Allen

Com aquele passageiro improvável ainda agarrado firmemente à sua perna, Allen continuou andando ao longo dos trilhos até encontrar um local agradável e com sombra onde o esquilo pudesse se refugiar. O rapazinho, sem dúvida grato por aquela carona gratuita até um lugar seguro, entendeu onde era sua parada.

“Ele simplesmente saltou de mim e foi direto para cima de uma árvore!” lembra Allen.

A vida do esquilo preso foi salva. Mas os acontecimentos daquele dia também deixaram Allen muito grato.

“Me senti tão puro e amado por esse carinha que precisava de ajuda ter simplesmente pulado na perna desse humano aleatório. Eu me senti confiante. Foi tão puro”, disse ele. “Eu também já estive em lugares de onde não conseguia sair sem uma ajudinha, e tudo de que precisava era da mão de alguém. Ou, neste caso, da perna.”

Por Stephen Messenger / Tradução de Alda Lima

Fonte: The Dodo

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.