Governo do Amazonas é parceiro de instituto que maltrata animais

Uma denúncia chegou até nossas equipes na manhã deste domingo (05/01), por volta das 15h, de um Instituto localizado no Ramal do Caldeirão no município de Iranduba (distante 40,1 quilômetros) da capital Manaus que esta maltratando vários cachorros dentro da sede.

Nas imagens enviadas para nossas equipes através de aplicativo de mensagens, mostra vários animais em maus tratos dentro da sede do “Instituto Amazônia” – Agroindustria de processamento de macaxeira e hortifrutículas que tem parceria com o Governo do Estado do Amazonas através do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam).

Os animais estão magros, acorrentados, sem água, sem ração, no sol e na chuva completamente jogado ao relento. Tentamos contato com a deputada estadual Joana Darc (PR) líder do governador Wilson Lima (PSC) e presidente da Comissão de Meio Ambiente, Proteção aos Animais e Desenvolvimento Sustentável que até no fechamento da matéria não respondeu nossa equipe.

De acordo com o denunciante, já foi registrado um boletim de ocorrência na Delegacia Especializada Contra Crimes do Meio Ambiente (Dema) no mês de novembro de 2019, porém nenhuma atenção foi dada para o caso. A Dema fica localizada no Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil Do Estado do Amazonas R. 02 390, R. Filemon bairro de Petrópolis, zona Sul de Manaus.

O crime de maus-tratos contra animais é previsto pela Lei 9.605/98, em seu artigo 32, que assim dispõe:

“Art. 32. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa. § 1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos. § 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal. O espaço esta aberto para o Instituto da Amazônia e para a Dema se manifestarem.

Fonte: Portal Chagas Tardelly

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.