Mistério em Brasília: voluntários denunciam sumiço de gatinhos de rua

Mistério em Brasília: voluntários denunciam sumiço de gatinhos de rua

Defensores de animais denunciam o desaparecimento de gatos em Brasília. Desde janeiro de 2021, voluntários cuidam de aproximadamente 38 felinos nos arredores do Clube da Aeronáutica. Eles denunciam que, a partir de setembro, os bichanos começaram a sumir da região.

Gatos desaparecem em Brasília:

“Estão faltando oito gatos”, pontuou a publicitária Rebeca Nascimento. “A gente cria com um carinho muito grande. É muito triste tudo isso. Precisamos ser a voz deles, porque eles não têm voz. Se a gente não for atrás de Justiça, nada pode acontecer. E os animais têm direitos”, desabafou.

Além da alimentação, os voluntários tinham começado a castrar os gatos. “Gastamos mais de R$ 10 mil. Conseguimos o dinheiro com doações e rifas on-line”, contou.

Voluntários cuidam de gatos:

Os gatos castrados estavam com pique na orelha. “Está tudo documentado. Temos nomes e notas fiscais”, destacou a voluntária. Segundo a publicitária, os animais castrados estavam mais calmos, ganhando qualidade de vida.

Nomes de afeto

Com a convivência, os gatos começaram a se afeiçoar aos voluntários, e vice-versa. Os cuidadores deram nomes aos bichanos, como Escaminha, Vesga, Rabão, Misteriosa, Mimosa, Selvagem e Creminho. Os felinos se aproximam naturalmente na horas das refeições. “Só pensamos no bem-estar dos animais”, afirmou.

Os voluntários buscam manter o ambiente sempre limpo. “Mesmo assim, algumas pessoas passaram com o carro em cima da ração que deixamos para eles”, lamentou Rebeca. Para esclarecer os desaparecimentos e encontrar o paradeiro dos gastos, os voluntários registraram boletim de ocorrência na Delegacia do Meio Ambiente (Dema), da Polícia Civil do DF (PCDF).

Para a advogada animalista e vice-presidente da Comissão de Direito dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Taguatinga, Ana Paula Vasconcelos, o caso precisa de respostas. “ Os animais têm garantias constitucionais, e vamos cobrar que elas sejam respeitadas”.

Segundo Ana Paula, os gatos são animais territorialistas. Ou seja, eles costumam se fixar nos locais. Dificilmente deixam as regiões sem algum motivo.

Por Francisco Dutra

Fonte: Metrópoles

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.