Morto a tiros Rey, um cachorro que não parava de latir

Morto a tiros Rey, um cachorro que não parava de latir
Os tutores de Rey receberam diversas ameaças.

Chamava-se Rey, vivia em Almenar (Lérida, Espanha) e tinha 14 anos. Por tratar-se de um cachorro, já tinha uma certa idade. Morreu no dia 26 de junho. Não por sua idade, mas por um tiro na cabeça, realizado com uma espingarda de caçadores.  Assim foi denunciado pelo proprietário.

Ameaças devido aos latidos

Os acontecimentos se sucederam no último dia 26. Não se sabe exatamente a hora. Mas, quando os proprietários chegaram a sua casa, encontraram Rey morto com um tiro de espingarda na cabeça. Receberam várias ameaças pelos latidos de Rey.

Os principais suspeitos

Os tutores avisaram à Polícia de Catalunha, que foi às casas de vários vizinhos e conversou com eles, e identificaram que os inquilinos da casa ao lado era os principais suspeitos da morte do cachorro.

O cachorro Rey morto com um tiro na cabeça.

Não há motivos

“Era um cachorro muito idoso, não há motivos para ter morrido assim. Mesmo que os latidos lhes incomodassem, não é desculpa para matar um animal a tiros”, declaram os tutores de Rey ao Jornal Segre. Mesmo que já tenham avisado que será muito difícil esclarecer o caso, os policiais continuam as investigações por ter sido apresentada uma denúncia de maus-tratos a animal.

Tradução de Maira Lavalhegas Hallack

Fonte: El Caso

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.