Na Espanha, mulher é condenada a seis meses de prisão por ter deixado seu cão morrer

Na Espanha, mulher é condenada a seis meses de prisão por ter deixado seu cão morrer

O tribunal de instrução de Ayamonte, na Espanha, condenou uma mulher a seis meses de prisão por ter deixado seu cão morrer no terraço. Não lhe deu comida, bebida e nem abrigo durante mais de uma semana, conforme a Polícia Local de Lepe. A mulher tampouco poderá ter animais de estimação até 2022.

Foi na tarde do último dia 20 quando a associação La Luz de Laura advertiu a polícia sobre a presença de um cão de porte pequeno que, com toda probabilidade, já estaria morto pela falta de água, comida e pelo calor.

Quando a patrulha chegou no local, a mulher se surpreendeu com o fato de que o animal tivesse falecido. A dona explicou aos agentes que fazia mais de uma semana que não subia no terraço e que era seu filho que se encarregava de cuidar do cão.

A polícia local, depois de comprovar o “lamentável estado de vida que tal animal sofreu”, apresentou as acusações ao tribunal pelo delito de maus-tratos a animal, e a mulher, A. C. E. S., de 36 anos de idade e vizinha de Lepe, foi investigada.

Paralelamente, registraram boletins de ocorrência por maus-tratos a e pelo mesmo não estar devidamente identificado e não receber cuidados de saúde e higiene.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: ABC ES

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.