Nova Zelândia: cancelado rodeio em 2020 devido aos protestos de ativistas por crueldade animal

Ativistas de direitos dos animais alegam vitória depois que um rodeio anual foi cancelado devido a pressões financeiras.

Mas o Clube de Rodeio Mid Northern disse que estará de volta e maior do que nunca em 2021, com um festival destinado a um público mais amplo.

A organização de direitos dos animais Safe disse que a maioria dos neozelandeses não apoiavam o rodeio e que isso impactava tanto o patrocínio quanto as vendas nas bilheterias.

“O público está votando com suas carteiras e [os clubes] estão sem dinheiro agora”, falou o porta-voz Will Appelbe.

Ativistas de direitos dos animais, apoiados pelo parlamentar do Partido Verde Gareth Hughes, pediam pelo fim do rodeio, dizendo que a prática para fins de entretenimento era cruel para os animais.

O Mid Northern Rodeo tem sido um evento anual desde os anos 60, mas agora mudará para um festival. (foto de 2014)

O movimento estava tendo algum impacto no patrocínio com o mais velho rodeio da Nova Zelândia, Tua Marina Rodeo, em Marlborough, que realizou seu último evento em fevereiro.

O rodeio de ano novo de Warkworth era agora o único rodeio em Auckland. Uma petição foi lançada para pedir ao Conselho Local de Rodney para não realizar o evento em suas terras.

Mas Appelbe disse que o evento de Mid Northern, realizado em Maungatapere, perto de Whangārei a cada janeiro, foi um evento particularmente problemático, com 2017 manifestantes capturando imagens de um tratamento “brutal” aos animais.

Manifestantes tornaram suas mensagens conhecidas do lado de fora do Mid Northern Rodeo por muitos anos. (foto de 2018)

“A consequência resultante levou os patrocinadores a retirarem seu apoio. A Associação de Direitos dos Animais da Nova Zelândia tem movido desde então uma acusação particular contra o manuseador de animais”.

Este ano, os manifestantes foram empurrados e apertados no evento, e intimidados quando tentaram filmar as atividades, disse Appelbe.

“Os caubóis foram bastante conflituosos, especialmente em Mid Northern ano passado… gritando, usando insultos horríveis”.

Will Appelbe disse a montaria de bois é cruel para os animais. (foto de 2019 do Rodeio de Winchester)

Mas a secretária da Associação de Rodeio de Mid Northern, Barbara Woolhouse, disse que foi a tática desagradável dos manifestantes dos direitos dos animais que afugentou os patrocinadores.

“Quando você chega a mais de 100 telefonemas por dia de pessoas que te agridem, não é muito legal”, ela disse.

“Isso acontece ao contrário também, há pessoas que vêm até nós e dizem “aquelas pessoas são tão horríveis, nós vemos como você protege seus animais e adoraríamos lhe apoiar.”

Will Appelbe do Safe quer que o governo coloque um fim nos rodeios.

O Mid Northern Rodeo cuidou bem dos animais, inclusive havia bastante sombra e água para eles beberem, ela disse.

Woolhouse acreditava que o Mid Northern Rodeo sofria dos mesmos problemas que afetam as preferências dos comitês municipais locais e outras organizações voluntárias: não há pessoas suficientes para se voluntariar e a competição é acirrada pela doação do patrocinador.

“De maneira geral, é duro conseguir patrocínio”.

O evento de 2021 seria um festival que incluiria mais opções de alimentação e entretenimento para crianças, como castelos infláveis, ela disse.

Lyan Cocks, presidente da Associação de Rodeios de Nova Zelândia, disse que os rodeios ao longo do país se davam bem, mas os clubes eram encorajados a trabalhar com outros eventos da comunidade para alcançar um público maior.

“Nós tínhamos uma final em Wanaka combinada com um festival de vinho e comida”, ele disse.

Os ativistas de direitos dos animais não tinham nada para reclamar com quatro novas medidas de segurança animal introduzidas pela Associação dos Caubóis de Rodeio da Nova Zelândia em 2018, disse Cocks.

“Eu discordo deles, obviamente, eles não têm uma base para isso”.

Mas Appelbe disse que até que práticas como derrubar e amarrar o novilho, steer wrestling e a montaria em touros parem, ativistas continuarão a protestar contra os rodeios e apelar para que o Governo proíba os eventos.

Por Denise Piper / Tradução de Fátima C G Maciel 

Fonte: Stuff

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.