Padre abre as portas de sua igreja para ajudar cachorros de rua

Padre abre as portas de sua igreja para ajudar cachorros de rua

Não é segredo para ninguém as terríveis condições que milhões de cães enfrentam todos os dias na solidão e no frio das ruas.

O pior de tudo, é que não é culpa deles.

Na maioria dos casos, eram animais de estimação que pertenciam a uma família. Mas devido à ingratidão e coração implacável de seus tutores, eles acabaram naquele desamparo e triste destino.

Muitos paroquianos ficaram perplexos quando um dia, no meio da missa, viram desfilar alguns cães que pareciam estar muito confortáveis ​​na “Casa de Deus”.

A princípio, todos pensaram que o padre logo os expulsaria da igreja, já que interrompiam a cerimônia, fazendo suas próprias coisas.

Mas logo depois, o que viram os deixou agradavelmente emocionados. Eram alguns cães de ruas, que dias antes tinham vindo correndo à paróquia em busca de proteção.

Esperando que alguém fosse até eles e enchesse suas barrigas vazias, eles não podiam imaginar que não poderiam ter escolhido um lugar melhor para pedir ajuda.

O padre compreendeu que eram criaturas inocentes de Deus, que não tinham culpa de terem acabado na solidão e no abandono.

Por isso, ele rapidamente os recebeu na paróquia e lhes deu abrigo e comida. No entanto, outros bebês peludos chegaram em péssimo estado, então o padre João fez questão de levá-los ao veterinário para serem tratados.

Seu amor não está em palavras, mas em atos e em verdade. Seu exemplo vale mais de 1.000 sermões.

Foi assim que alguns dos cães sortudos acabaram sendo adotados pelo mesmo padre. Mas ainda havia muito a fazer para todos os outros.

“Ajudei vários cães com graves problemas de saúde. Alguns deles eu trouxe para o presbitério e foram adotados. Três deles ficaram comigo. Hoje são meus filhos e dormem na minha cama”, diz o padre.

Ele ensina aos seus fiéis o valor dos animais de estimação e o amor que devemos a todos os animais.

Um dia, alguns paroquianos foram à sua paróquia vender biscoitos cujos fundos iriam para a caridade.

Foi então que o padre se propôs a pegar os cachorros, adotá-los e deixá-los ficar na igreja. Lá ele começou sua grande obra com as ruas estreitas, que continuam a crescer dia a dia e para as quais não há palavras.

Parte de sua missão é servir de refeitório para os inúmeros animais abandonados que procuram por sua ajuda, que funciona 7 dias por semana.

Vendo que esses cachorrinhos mereciam uma vida feliz em um lar para sempre, ele decidiu “estrategicamente” permitir que eles aparecessem na missa.

Parte de seus sermões é dedicado a fazer o melhor marketing dos peludos, para tocar corações e fazer com que sejam adotados.

Em sua conta no Instagram, o padre compartilha fotos e vídeos dos cães que acolhe e que em muitos casos encontra feridos nas ruas.

“Papai quer ver as notícias, mas Cecilia quer ver desenhos animados”, escreveu o padre ao lado de um vídeo que emociona seus mais de 11.000 seguidores.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por PadreJoao Paulo Araujo Gomes (@padrejoaopaulo)

“Eles sempre poderão entrar, dormir, comer, beber água e encontrar abrigo e proteção, porque esta casa é de Deus e eles pertencem a Deus”, finaliza.

Não saia sem compartilhar o belo testemunho deste homem exemplar que deve ser imitado por todo o mundo. Precisamos de mais padres assim!

Que exemplo! Que ser humano! Parabéns Padre.

Por MárciaSchmian

Fonte: Vida que Importa

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.