Petshop doa ração para quem tem animal de estimação e está sem dinheiro em Franca, SP

Petshop doa ração para quem tem animal de estimação e está sem dinheiro em Franca, SP
Aline Cristina Cunha Campos se inspirou na campanha da Padoka.

Um petshop no Jardim Tropical I está disponibilizando sacos de ração para doação a pessoas que tem animais em casa e está passando por problemas financeiros devido a pandemia. A ação foi idealizada após a proprietária, Aline Cristina Cunha Campos, de 26 anos, se inspirar em uma campanha de uma padaria no mesmo bairro, que tem disponibilizado produtos a pessoas que estão em necessidade. A idéia também é uma forma para que os donos não abandonem seus pets. 

“Nesse momento que estamos passando, muitos de nós perdemos empregos ou não temos como trabalhar. Alguns até não tem nem o que comer. Então não podemos esquecer também dos nossos filhos de quatro patas”, disse Aline, dona do petshop ‘Patinhas do Amor’. 
 
O GCN publicou a história da Padoka, que tem promovido a a ção “Pão Solidário” na última semana. Leia mais clicando aqui.
 
“A pandemia não está sendo fácil pra ninguém, então, nós que dedicamos nossas vidas dando carinho, amor e atenção aos nossos companheiros de quatro patas, pensamos em ajudar aqueles que sempre estarão do nosso lado, haja o que houver. Não temos muito, mas tenho certeza que o pouco que temos vai ajudar muita gente”, continuou a dona do pet, que já na manhã deste sábado (20) doou vários saquinhos de ração.
 
Depois de anunciadas novas regras mais restritivas para combater a covid-19, Aline ficou preocupada com a situação das pessoas em relação aos animais de estimação e replicou a idéia que era feita com os humanos. “A melhor forma é dando de comer pra eles, então pensamos na doação de ração. É uma forma de ajudar os donos e principalmente os animais” finalizou Aline. 
 
A ação está sendo feita aos sábados em frente ao petshop, que fica localizado na Rua Alferes Manoel Marques de Carvalho, no Jardim Tropical.

Neste sábado (20) as doações vão acontecer até as 15 horas, mas a proprietária promete que quando a situação da cidade em relação a pandemia se normalizar, as doações vão continuar.  

Por Kaique Castro

Fonte: GCN Net

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.