Polícia Ambiental apreende animais silvestres vítimas de maus-tratos em Londrina, PR

Polícia Ambiental apreende animais silvestres vítimas de maus-tratos em Londrina, PR
Fotos: Polícia Ambiental

A Polícia Ambiental de Londrina localizou um homem que comercializava animais silvestres na Avenida Santa Mônica, na Vila Santa Terezinha, em Londrina. Com ele, foram encontrados uma arara canindé cega de nascença, 7 jabutis, 2 macacos-prego vivos, 2 macacos-prego mortos e 4 iguanas.

De acordo com a porta-voz da Polícia Ambiental, Camila Reina, o mesmo homem já havia sido preso em 28 de janeiro deste ano pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), entre Ibiporã e Jataizinho, tentando levar cinco macacos-prego para São Paulo.

A Polícia Ambiental vai investigar para tentar identificar o que levou os macacos a óbitos. Camila ainda alerta para que a população não cometa esse tipo de crime. “Quando você compra os animais silvestres, retira eles do habitat natural e os mantém em cárcere privado é você quem abastece esse mercado. Nesse caso, tínhamos animais cegos, mortos. Não sabemos que tipo de doença eles podem transmitir”, explica.

Contribuir com o tráfico ilegal de animais também pode trazer riscos graves. “Tem doenças que são específicas de animais silvestres quando se tem contato com o ser humano, eles são diferentes dos animais domésticos. Outro caso são das iguanas. Quando filhotes são bonitinhas, mas quando crescem se tornam agressivas porque você solta elas onde não tem predador natural. O desequilíbrio ambiental é grande”, afirma Reina.

A Polícia Ambiental ainda faz um apelo à comunidade. “Não comprem animais silvestres. Eu peço que a população denuncie e que faça esse trabalho em conjunto com a polícia. Sem o trabalho da população, a gente não consegue encontrar. O número de pessoas do comércio ilegal é muito grande”, ressalta.

Os animais silvestres foram apreendidos.

Fonte: Massa News (com informações Portal Tudo)

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.