Animais envenenados foram encontrados na rua Baltazar Navarros, na área Central

Polícia já investiga o envenenamento de gatos; casos ocorrem no Bandeirantes, em Cuiabá

Gatos estão sendo envenenados na rua Baltazar Navarros, no bairro Bandeirantes, na área central de Cuiabá, onde funcionam o Restaurante Popular e o Centro de Referência e Direitos Humanos (CRDH) do Governo do Estado. Dois animais foram encontrados mortos nas últimas horas.

A advogada Letícia Silva do Prado, coordenadora do CRDH e protetora dos animais, registrou boletim de ocorrência denunciando a matança de gatos. Agora, aguarda providência da Polícia Civil.

“Não podemos acusar ninguém por essa covardia, mas esperamos que o criminoso seja identificado e punido. Não é a primeira vez que animais aparecem mortos nessa região. Vamos cobrar providências por parte das autoridades”, disse ao

A pena para maus-tratos a animais é de três meses a um ano de prisão e multa. Em caso de morte do animal, a punição pode ser aumentada de um sexto a um terço.

Entretanto, por ter pena baixa, o crime não recebe como regra a privação de liberdade. São impostas penas alternativas como multa ou prestação de serviços à comunidade.

População deve denunciar

“ Depois quem faz isso, pega doença grave e diz que Deus está sendo ruim. Nada disso! É a Lei do Retorno” Sargento Vidal

O Sargento Vidal, principal referência em proteção aos animais na Grande Cuiabá e Várzea Grande, orienta a fazer boletim de ocorrência e procurar a Delegacia do Meio Ambiente (Dema) sempre que se deparar com matança de animais. Além disso, pede para a população denunciar sempre que souber quem está cometendo o crime. O telefone da Dema é (65) 3645-4902.

Outra providência recomenda é levar o animal morto até a Faculdade de Medicina Veterinária da UFMT para fazer o exame capaz de comprovar o envenenamento. Segundo Vidal, o procedimento pode contribuir com a investigação desses casos.

“Infelizmente a maldade humana é gigantesca. Temos casos de envenenamos no bairro Bandeirantes, no Coophema, em Várzea Grande. O gato é um animal sensitivo, não traz mal nenhum e tem quem faz isso. Depois quem faz isso, pega doença grave e diz que Deus está sendo ruim. Nada disso! É a Lei do Retorno. Vamos proteger os gatos, os de rua também. Eles são nossos amigos. Eliminam bichos peçonhentos, inclusive escorpiões”, concluiu.

Por Jacques Gosch

Fonte: RD News

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.