Abrigo cuida de mais de 100 animais e passa por dificuldades em Vila Velha, ES

Abrigo cuida de mais de 100 animais e passa por dificuldades em Vila Velha, ES

Um abrigo que cuida de mais de 100 animais em Vila Velha, no Espírito Santo, passa por dificuldades e precisa de doações. Sem dinheiro e um alto custo para funcionar, a organização acumula dívidas.

O abrigo cuida de muitos animais abandonados e cada um carrega uma história. O cãozinho Milagre, por exemplo, chegou ao local todo machucado. Ele tem uma pata com problema e precisa de alguns cuidados da ONG.

Cadela Milagre, no abrigo para animais em Vila Velha. — Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta

Já a Fera, que apesar do nome é muito dócil, estava esperando filhotes quando foi deixada pelos seus cuidadores, que não queriam mais a cadela.

Cadelinha Fera, que chegou cheia de filhotes ao abrigo em Vila Velha. — Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta

Milagre e Fera são apenas dois dos 120 cães que vivem no abrigo, que fica em Ulisses Guimarães, na região da Grande Terra Vermelha.

Outros 50 gatos também vivem na ONG e foram deixados pelos seus ex-donos ou encontrados em situação de risco nas ruas.

“Os animais chegam para nós através de denúncias, às vezes, jogam os animais em cima do muro para a gente, dentro do nosso terreno, deixam caixas no nosso portão com uma ninhada para nós cuidarmos”, disse a voluntária Brígida Santa Clara.

Cães recebem cuidados de funcionário em abrigo de Vila Velha, no Espírito Santo. — Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta

Para dar conta de abrigar tantos animais, foram montados um canil e alguns espaços independentes. Até uma caixa d’água se transforma em casinha para os animais.

Até caixas d’água viram casinha para os cachorros abandonados. — Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta

“Tudo o que você faz por eles, eles já retribuem com carinho e atenção”, disse a funcionária Jociara Ferreira.

O local sobrevive de doações e do trabalho dos voluntários. Quem deixa algum animal no abrigo voluntariamente paga uma taxa única de R$ 400, que é usada para castração, vacina e compra de medicamentos.

Gatos também são recebidos em abrigo em Vila Velha, no Espírito Santo. — Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta

Apesar disso, a maioria desses animais é encontrada na rua em condições de abandono. “Hoje, o abrigo tem uma dívida de R$ 45 mil. Nós temos um gasto mensal de R$ 18 mil. Não adianta pegar um animal de rua e continuar tratando sem amor e sem carinho, sem ter comida e água para ele”, explicou Brígida.

Para doar para o abrigo de Vila Velha, basta entrar em contato pelo telefone da ONG: (27) 99820-0177.

Cão em abrigo de Vila Velha, no Espírito Santo. — Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta

Patinhas Carentes

O abrigo Patinhas Carentes, que também cuida de animais abandonados, também está passando por uma situação difícil.

Uma das voluntárias contou que 30 animais são atendidos pela ONG, mas muitos estão internados e doentes. Outros não estão, mas precisam de remédios caros.

Além disso, o local precisa passar por uma reforma para atender melhor os animais, mas os voluntários não têm dinheiro.

O Patinhas Carentes está recebendo doações pela conta do Banco do Brasil, na agência 1400-1, conta 51812-3, ou pelo aplicativo Picpay, na conta patinhas.carentes.

Por Poliana Alvarenga

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.