Após ser colocado no voo errado, cão vai parar a 1.900 km de casa

Após ser colocado no voo errado, cão vai parar a 1.900 km de casa

Ter um animal de estimação requer cuidados, principalmente quando o dono vai fazer uma viagem e o pet não pode ficar sozinho. Pensando no bem estar de seu fiel companheiro, a canadense Terri Pittman, resolveu mandar o cachorro para a casa de seus parentes quando foi convidada para uma festa de casamento, na Jamaica. Porém, por um erro da companhia aérea, o animal foi parar a mais de 1.900 km de distância de seu destino.

Terri mora na cidade de Halifax, de onde despachou seu cachorro Cooper, da raça labradoodle, para casa de seus familiares em Deer Lake, também no Canadá. Porém, funcionários da empresa WestJet acabaram trocando o voo do animal e o colocaram a bordo de uma aeronave que estava a caminho da cidade de Hamilton, a mais de 1.900 km de distância da família que o esperava. Como se não bastasse, ao soltarem o animal para ele fazer as necessidades após muito tempo de voo, o cachorro acabou se desprendendo da coleira e fugiu.

Após receber a notícia, Terri cancelou sua viagem para a Jamaica e foi até Hamilton procurar por Cooper. Depois de uma grande busca, finalmente o animal foi encontrado e a mulher pode voltar para casa com o cachorrinho são e salvo. A companhia aérea pediu desculpas pelo fato ocorrido e afirmou que será responsável por todas as despesas causadas pelo erro, incluindo passagens aéreas, comida e hospedagem.

“A segurança e o cuidado dos animais de estimação, tanto quando estão viajando como carga ou quando estão na cabine, é sempre uma prioridade para a WestJet, e sinceramente pedimos desculpas ao proprietário do animal de estimação pelo ocorrido”, afirmou a porta-voz da companhia aérea, Lauren Stewart, ao jornal britânico Telegraph.

Fonte: Curiosamente 


Nota do Olhar Animal: As companhias aéreas continuam mostrando descaso e/ou incompetência em relação ao transporte de animais. Os casos de morte, fuga e “extravio” de animais são frequentes.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.