Grupo protesta contra envenenamento de mais de 40 cães em Catalão, GO

Grupo protesta contra envenenamento de mais de 40 cães em Catalão, GO
Grupo protesta contra o envenenamento de cães em Catalão, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Um grupo com cerca de 200 pessoas fez um protesto neste sábado contra o envenenamento de mais de 40 cães em Catalão, no sudeste de Goiás. Os manifestantes levaram seus animais de estimação e caminharam pelas ruas da cidade.

O ato foi organizado por associações de proteção aos animais e também abrigos que cuidam de cães abandonados. O protesto, segundo os organizadores, foi uma forma de chamar a atenção para o direito dos animais.

Os cães foram achados mortos no dia 16 em diferentes bairros da cidade. Morreram tanto animais de viviam na rua, quanto alguns que tinham dono.

os indícios apontam que os animais foram envenenados com chumbinho, substância usada para exterminar ratos. Os moradores acreditam que o responsável pelo crime misturou o veneno a pedaços de carne para matar os cães.

Segundo as associações de proteção aos animais, os indícios apontam que os cachorros foram envenenados com chumbinho, substância usada para exterminar ratos. Os moradores acreditam que o responsável pelo crime misturou o veneno a pedaços de carne.

Investigação

A Polícia Civil já investiga as mortes. Responsável pelo caso, o delegado Vitor Magalhães informou que os cães passaram por exames, que devem atestar as causas da morte. Depois, eles foram enterrados no Aterro Sanitário da cidade. O material colhido, assim como pedaços de carnes achados nas ruas, foram enviados para análise em Goiânia. O resultado deve sair em 30 dias.

Magalhães analisa vídeos de câmeras de segurança da cidade para tentar encontrar o responsável pelas mortes. Por enquanto, a corporação constatou que uma caminhonete prata foi vista por vários bairros da cidade no dia do crime. O veículo pode estar relacionado com o caso.

Por Vitor Santana 

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.