Homem é espancado e sua cadela não sai de perto nem mesmo durante o socorro médico

Homem é espancado e sua cadela não sai de perto nem mesmo durante o socorro médico
Bolinha ficou ao lado do seu dono durante todo o atendimento médico (Fotos: Dorian Girão/TV Jangadeiro/SBT)

Uma história de fidelidade entre um cachorro e seu tutor sensibilizou quem testemunhou. Enquanto um homem, identificado como Rafael Mendes da Silva, de 34 anos, era atendido por socorristas após uma tentativa de linchamento no Bairro Pio XII, em Fortaleza, na manhã da última quarta-feira (1º), sua cadela não saía de perto do local.

Batizada como Bolinha, a cadela está há cerca de dois anos com Rafael. O homem, que estava com sinais de embriaguez, foi espancado por desconhecidos e atendido no local. Nem durante o atendimento dos socorristas, a cadela saía de perto do seu tutor, na tentativa de ajudá-lo a superar a dor.

O fato foi registrado pelo cinegrafista da TV Jangadeiro/SBT, Dorian Girão. Enquanto todos se preocupavam com o homem, o cinegrafista conseguiu captar a tristeza do animal.

Com uma fratura no braço esquerdo, e com várias escoriações pelo corpo, Rafael precisou ser colocado dentro de uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) para ser encaminhado ao Frotinha de Messejana. Mesmo com as portas da viatura fechadas, Bolinha não saía de perto do seu tutor.

Repercussão 

A reportagem foi exibida na edição do programa Barra Pesada desta quinta-feira (2). Após uma forte repercussão, a repórter Emanuela Braga voltou ao local.

Durante a segunda reportagem, a cadela foi encontrada no mesmo local onde seu tutor foi socorrido. Assustada, Bolinha parecia esperar o retorno do seu tutor.

Em entrevista, Dorian Girão, que tem 17 anos de experiência na área, destacou a importância de exaltar a lealdade do cão.

Cadelinha sensibilizou moradores e telespectadores

“Quando a produção passou essa matéria, nós viemos ao local como se fosse uma comum. Quando observamos que tinha essa cadela ao lado da vítima, despertei a atenção. A pessoa poderia ter feito uma coisa muito errada, mas sempre a cadelinha estava ao lado dele. Em nenhum momento ela abandonou o seu tutor e isso chamou muito minha atenção. Por isso resolvi mudar o foco”, explicou.

Segundo o cinegrafista, a cadela era a mais preocupada e a menos percebida no local. “Durante aquele momento todas as pessoas estavam olhando pro homem caído no chão. Mas a única coisa que eu via era a sua amiga ao lado, deitada, esperando ela ser socorrida. Essa lealdade, inédita, foi o que chamou atenção minhas e de vários telespectadores do programa”, concluiu.

Rafael Mendes da Silva foi agredido pelos moradores porque havia baixado a bermuda e mostrado as partes íntimas para a população.

Confira abaixo fotos e as duas reportagens exibidas no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT:

Por Matheus Ribeiro 

Fonte: Tribuna do Ceará

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.