No Dia dos Animais, Prefeitura de Aparecida (SP) reúne-se com santuários e ONG, e reafirma intenção de abolir charretes

No Dia dos Animais, Prefeitura de Aparecida (SP) se reúne com santuários e ONG, e reafirma intenção de abolir charretes

No Dia Mundial dos Animais, a prefeitura de Aparecida manifestou publicamente pela segunda vez o propósito firme de acabar com a exploração de cavalos em charretes na cidade durante reunião com os Santuários Filhos de Shanti e Abraço Animal e com a ONG Olhar Animal.

O encontro, ocorrido na manhã deste dia 4 de outubro, dia de São Francisco e dos Animais, contou com a presença do Secretário de Segurança Pública e Trânsito Eurico Roberto Roma, Secretário de Obras e Meio Ambiente José Benedito Angelieri, a Coordenadora de Trânsito Aldine Vieira, o Secretário do Meio Ambiente e voluntário da AARPAA Roberto Gonçalves Dutra, além das Ativistas Rosangela Coelho e Alessandra Silva, do Santuário Filhos de Shanti, representando também o Santuário Abraço Animal e a ONG Olhar Animal.

O secretário Eurico Roma informou que têm reunião agendada para os próximos dias com o GAEMA (Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente – Núcleo Paraíba do Sul) do Ministério Público de São Paulo para tratar da Ação Civil Pública movida por aquele órgão sobre maus-tratos a cavalos na cidade, para então firmarem o acordo pelo fim da exploração desses animais para passeios em charretes a partir do dia 01 de janeiro de 2020. A ideia é que os veículos sejam substituídos pelos tuk-tuks, como ocorre atualmente, em fase experimental, na cidade de Petrópolis, no RJ.

As ativistas falaram a respeito de uma das grandes preocupações sobre a questão, que é o destino e cuidados que serão dados aos cavalos, e ofereceram colaboração para que eles sejam encaminhados de forma segura, preservando o bem-estar dos animais, apoio que foi prontamente aceito pela Prefeitura.

Foram quase duas horas de conversa que acentuaram o otimismo das ativistas para que se haja um final feliz para a longa história de exploração e sofrimento dos animais usados para passeios turísticos na cidade. “Pudemos perceber os representantes da prefeitura realmente motivados e até mesmo emocionados com a perspectiva da proibição das charretes”, disse Rosangela Coelho. “É uma notícia que alegra a todos que lutam pela libertação dos cavalos. É um sonho que está prestes a se tornar realidade e que coloca Aparecida como uma cidade do acolhimento também para os animais”, complementou a ativista.

Fonte: Olhar Animal

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.