Por mês, 210 castrações são destinadas à população por meio de inscrição pelo 156 (Foto: Arquivo/JP)

Agendamento de castração pelo 156 é alvo de críticas em Piracicaba, SP

Das cerca de 600 castrações por mês oferecidas pela Secretaria de Saúde de Piracicaba, 210 são destinadas à população por meio de inscrição pelo SIP-156 (Serviço de Informação à População). O restante das cirurgias (7%) são para ONGs (Organizações Não Governamentais) e a maioria delas (58%) aos protetores independentes que trabalham com animais em estado de abandono, aos animais de denúncias de maus-tratos, para os abrigados no canil e no gatil do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) e para os que vão para o programa de adoção.

De acordo com a assessoria de imprensa da pasta, a partir de maio, o percentual para as ONGs (SPPS e Vira Lata) passará para 14% e será mantida a mesma cota para o Serviço 156.

A professora Fabiana de Menezes reclamou, nesta semana, do sistema de agendamento das castrações disponibilizadas pelo Serviço 156 em Piracicaba. Ela conta que há meses vem tentando castrar suas duas cadelas e, após confirmar com uma atendente que poderia fazer a inscrição pessoalmente, foi até o Centro Cívico na última segunda-feira (25).

Ela disse que chegou ao local às 7h30 e já havia pessoas aguardando atendimento. Apesar de estarem na fila, ela e outras pessoas tentaram agendar via telefone a partir das 8h, mas não conseguiram falar com os atendentes. Segundo Fabiana, quando chegou no 156 para fazer a inscrição presencial havia cerca de 40 pessoas na fila.

“Quando dez pessoas foram atendidas a atendente avisou que não havia mais vagas”, contou a professora, que disse também que após o aviso houve um princípio de tumulto, porque as pessoas questionaram o porquê de apenas dez senhas para o 156. “Um rapaz explicou que parte das senhas são para o 156 e outro percentual para as ONGs (Organizações Não Governamentais) que acolhem animais de rua. “Tinha mais de 120 senhas. Como pode em menos de meia hora acabar tudo?”, questionou.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde informou que na segunda-feira foram disponibilizadas 126 vagas para cães e na terça-feira, outras 4 para gatos. De acordo com o setor, não há agendamento presencial. Em abril, o atendimento será feito no dia 22 (cães) e 23 (gatos), a partir das 8h, pelo 156. As vagas são limitadas, sendo 132 (cães) e 88 (gastos). As castrações serão realizadas em maio, no caso.

Por Beto Silva

Fonte: Jornal de Piracicaba

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.