Filhote de tartaruga-verde é encontrado morto em praia de Vilas do Atlântico, em Lauro de Freitas, BA

Filhote de tartaruga-verde é encontrado morto em praia de Vilas do Atlântico, em Lauro de Freitas, BA

Um filhote de tartaruga-verde foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (24), em uma praia de Vilas do Atlântico, na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador.

De acordo com informações do Projeto Tamar, exames preliminares apontam que a morte do animal foi causada por uma rede de pesca, após ele ter ficado preso no equipamento. Um banhista que passava pelo local onde a tartaruga foi encontrada a fotografou.

Segundo o Tamar, a tartaruga-verde tinha marcas de fio de nylon, que é usado na confecção de redes de pesca. O corpo do animal estava em estado de decomposição e não foi possível identificar o sexo.

Conforme o Tamar, a tartaruga tinha entre 2 e 3 anos, pesava cerca de 10 kg e media 35 centímetros. A autópsia realizada no animal apontou que ele estava morto há, pelo menos, 4 dias. Após o exame, os biólogos do projeto enterraram a tartaruga na praia.

O Tamar informou que as tartarugas-verdes podem viver, em média, 80 anos e que aos 20 elas alcançam a fase adulta. A aparição dessa espécie no litoral da Bahia é comum e as redes de pesca oferecem risco aos animais. Segundo o projeto, as tartarugas-verdes, assim como outras espécies de tartaruga, são consideradas animais ameaçados de extinção.

Assista ao vídeo clicando aqui.

Fonte: G1 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.