PM estoura canil clandestino que mantinha 66 cães da raça shih tzu em cativeiro

PM estoura canil clandestino que mantinha 66 cães da raça shih tzu em cativeiro

Um canil clandestino foi descoberto na manhã desta quarta-feira (19), no Parque da Liberdade II, em Rio Preto. No local foram encontrados 66 cachorros da raça shih tzu – 60 adultos e seis filhotes – que foram levados para avaliação veterinária. Os animais estavam em um imóvel de apenas 60 metros quadrados.

O canil foi descoberto após uma denúncia de maus tratos feita pelo Condomínio Residencial Parque da Liberdade II, que inclusive entrou com uma ação contra a moradora. O juiz da 8ª Vara Cível de Rio Preto, Paulo Roberto Zaidan Maluf, concedeu liminar no último dia 10 para que a residência fosse arrombada e os animais, recolhidos.

“A moradora da unidade 201 do condomínio, mesmo após várias tentativas da gerência do mesmo, não permitiu que adentrássemos na sua casa para verificarmos o que estava ocorrendo, o que levou o condomínio a buscar a via judicial para analisar o crime de maus tratos”, informou, em nota, o condomínio.

A Polícia Ambiental fez a apreensão dos animais e multou a moradora em R$ 198 mil por prática de maus tratos a animais domésticos. A mulher, que estava na residência, responderá em liberdade pelo crime.

A suspeita é que os cães eram mantidos em cativeiro para venda. O preço de um shih tzu adulto varia entre R$ 800 e R$ 1 mil. Já um filhote pode chegar a R$ 2,5 mil.

Os animais, que estavam totalmente debilitados, foram recolhidos e encaminhados para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Os cães deverão ser colocados para doação em uma ONG, de acordo com informações da Secretaria de Saúde.

Fonte: DL News


Nota do Olhar Animal: Clandestina ou não, a criação de animais “de raça” causa sofrimento a eles. Veja nos artigos abaixo.

Você faz questão de um cão de raça? Pense duas vezes…

Gatos? Claro… mas por que de raça?

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.