Protetoras promovem ação para arrecadar ração em Três Lagoas, MS

Protetoras promovem ação para arrecadar ração em Três Lagoas, MS
Foto: Arquivo/JP

Quem gosta de animais de estimação sabe o quanto é doloroso vê-los abandonados nas ruas. Em algumas cidades, grupos são criados para minimizar a situação do abandono. Cachorros e gatos andam de um lado para o outro procurando o que comer, alguns reviram o lixo, uma forma de matar a fome.

Para amenizar essa situação, o Grupo Protetoras Três Lagoas lançou na rede social uma campanha para arrecadar ração para esses animais. São aproximadamente 30 animais que estão sob a responsabilidade das integrantes sendo que alguns estão em tratamento.  A campanha “Protetoras precisam de ração com urgência” foi compartilhada na página do Facebook, como forma de pedir ajuda à população.

Como alguns animais encontram-se debilitados, a ração precisa ser de boa qualidade, afirma Charlene. Ela ainda explica que algumas casas de rações estão dando desconto para quem comprar e dizer que é para a campanha.

O grupo surgiu há três anos, para resgatar os animais abandonados.  Em média, são atendidos 20 cachorros e 15 gatos por mês, afirma uma das integrantes do grupo Charlene Santana Bortoleto.

Porém, na maioria das vezes as próprias protetoras bancam todo o atendimento dos animais que são resgatados das ruas.  Por dia o grupo recebe até 30 denúncias, incluindo atropelamentos, abandono e maus tratos. Em casos mais graves, o grupo passa para a Polícia Militar Ambiental.

Os animais que são recolhidos pelo grupo recebem tratamento e depois, são disponibilizados para adoção. Mas nem sempre, os casos tem um final feliz: alguns animais estão há mais de um ano a espera de adoção.  Isso gera gasto, principalmente quando se trata de alimentação. Até que esses recebam um novo lar, eles ficam com as integrantes do grupo.

Por Viviane Pinheiro

Fonte: Jornal do Povo 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.