Vencedores do concurso ”Farra do Boi é Crime” recebem premiação

Vencedores do concurso ”Farra do Boi é Crime” recebem premiação
Foto: 3º sargento Paulo Santana

Na última quinta-feira, 6, foi realizada no Quartel do Comando-Geral (QCG) da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) a premiação do concurso de redação “A Farra do Boi é Crime” – Edição 2017. Foram premiados os três melhores trabalhos que abordaram a temática “A farra do boi e a violência contra os animais”.

Foto: 3º sargento Paulo Santana

Promovido pela PMSC, o concurso contou com a participação de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental de escolas da rede pública estadual e municipal, e faz parte das ações preventivas e educativas que visam conscientizar a população da necessidade de extinguir a prática da Farra do Boi.

Foram premiados os alunos Gyordan Anésio de Azevedo Pianco – da Escola de Ensino Básico (EEB) Prefeito Olegário Bernardes, do município de Itapema; Ellen Medeiros Alves – da Escola Básica Municipal (EBM) Profa. Elvira Sardá da Silva, do município de Governador Celso Ramos e Bruna Espíndola – da Escola Básica Municipal (EBM) Batista Pereira, de Florianópolis.

Foto: 3º sargento Paulo Santana
Foto: 3º sargento Paulo Santana
Foto: 3º sargento Paulo Santana
Foto: 3º sargento Paulo Santana

Estiveram presentes na solenidade o subcomandante-geral da PMSC, coronel João Henrique Silva, o comandante do Comando de Policiamento Ambiental, coronel Adilson Schliickmann Sperfeld, o assessor militar do Ministério Público, coronel Rogério Rodrigues, o diretor da Academia da Polícia Civil de Santa Catarina (Acadepol), delegado Laurito Akira Sato, e a assessora do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente do Ministério Público, Kandíce Rensi.

Foto: 3º sargento Paulo Santana
Foto: 3º sargento Paulo Santana

Por 3º Sargento Erieles Pires Viríssimo

Fonte: Polícia Militar do Estado de Santa Catarina


Nota do Olhar Animal: A iniciativa é muito boa, mas entre os prêmios dados aos estudantes estavam, como informado em matéria anterior, passaportes para o Beto Carrero World, que mantém um circo/zoo em suas instalações e é alvo de investigação por maus-tratos aos animais, uma flagrante incoerência. Esperamos que o concurso se repita ano que vem, mas que a premiação seja revista.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.