Vizinhas brigam na Justiça por gato e juiz acata ‘escolha do animal’

Vizinhas brigam na Justiça por gato e juiz acata ‘escolha do animal’

Um caso diferente na Justiça da Itália se propôs a resolver um conflito entre duas mulheres, que lutaram pela tutela de um gato. Fiocco, como era chamado pela tutora original, tinha costume de viver na casa da vizinha.

A vizinha acolhia o bichano em sua casa todas as noites que o gato decidia dormir lá. Passou tanto tempo com o gato – cerca de dois anos – que deu um outro nome pra ele: Tequila.

Tequila recebia paparicos da vizinha, que chegou a levá-lo para o veterinário e contratar uma babá para cuidar do gato em sua ausência.

Até que um dia a “segunda tutora” decidiu se mudar para outra casa, e levou o gato consigo, segundo reportagem do Telegraph.

Ao descobrir que seu gato Fiocco havia sido levado pela vizinha, a tutora original contatou as autoridades alegando que foi vítima de roubo. O gato foi devolvido a ela após ordem da Justiça.

A segunda tutora não se contentou com a situação, e contratou um advogado para recorrer da decisão, apresentando provas de que o gato estava sob seus cuidados.

A Justiça determinou então que o gato Tequila fosse devolvido a ela. “O tribunal decidiu que o gato deveria ficar com a minha cliente porque ela não havia cometido crime e era uma escolha do animal ficar com ela”, disse o advogado Fabio La Mattina ao Telegraph.

Por Joaquim Padilha (com supervisão de Evelin Cáceres)

Fonte: Midamax


Nota do Olhar Animal: Os juízes estão fazendo a diferença para os animais no noticiário recente. Enquanto um juiz brasileiro vai até casa de protetora e preserva seu trabalho em favor dos bichos, e um tribunal nos EUA propicia aos animais a possibilidade de terem um advogado, agora este caso, onde foi considerado o desejo do animal. A matéria, porém, não dá mais detalhes sobre como o juiz procedeu para avaliar a vontade do gato.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.