Cão em recuperação após suspeita de envenenamento em Ibatiba — Foto: Divulgação/Arca

Voluntários denunciam casos de envenenamento de cães de rua em Ibatiba, ES

Os voluntários de um grupo de apoio a animais de rua de Ibatiba, na região sul do Espírito Santo, denunciam o envenenamento de cães de rua do município. Os casos são investigados pela prefeitura. O crime prevê prisão e multa.

Até a noite de quarta-feira (10), cinco cachorros foram identificados pela Associação de Respeito e Cuidado aos Animais (Arca) com sinais de envenenamento. Um deles morreu.

Na manhã de quinta-feira (11), mais um cachorro com sinais de envenenamento e um morto foram encontrados.

Segundo a psicóloga e voluntária da Arca, a todo momento chegam novos relatos de moradores sobre casos suspeitos de envenenamento de animais no município, mas que a associação não consegue checar todos.

“Acreditamos que estão colocando veneno em comida, porque os cachorros que foram encontrados estão vomitando pão”, contou a psicóloga Luana Érika da Silva Nóia.

Uma moradora enviou um vídeo para a TV Gazeta e relata que encontrou um cão envenenado agonizando. “É crítica a situação, viu?”, declara em um vídeo gravado por ela.

VÍDEO: Cães de rua apresentam sinais de envenenamento em Ibatiba, no Sul do ES

Os cães com suspeita de envenenamento foram recolhidos por voluntários da associação para cuidados. Eles estudam uma forma de conscientizar a população para o cuidados dos animais que vivem nas ruas.

Caso algum morador encontre um cão com sinais de envenenamento, como vômito e boca espumando, a voluntária Luana orienta que a pessoa entre em contato com a associação ou dê ao animal carvão ativado em uma seringa. Isso corta o efeito do veneno.

A Prefeitura de Ibatiba disse que vai apurar o caso e que busca alternativas para o abandono de cães nas ruas do município.

Doações

Para tratar dos animais com suspeita de envenenamento, Luana conta que os voluntários usam carvão ativado e comprimidos de desintoxicação.

O grupo de voluntários depende de doações para continuar ajudando os animais. Quem tiver interesse em participar, pode entrar em contato por meio de redes sociais.

CPI dos Maus-tratos

Nesta quinta-feira (11), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), vai escutar um empresário, de 41 anos, que foi filmado jogando um cachorro de uma ponte do município de Ibatiba.

Nas imagens, ele pega o animal pelo rabo e atira o cão de uma altura de três metros.

Crime

O envenenamento e o maus-tratos de animais é crime previsto nas Leis Ambientais. A lei federal prevê prisão de três meses a um ano por maus tratos, além de multa. Em caso de morte do animal, a punição é agravada.

Fonte: G1