Churrascaria em SP exibe placa sugerindo que veganos ‘se matem’

Churrascaria em SP exibe placa sugerindo que veganos ‘se matem’
Foto: Vegano Periférico

Uma notícia que tem repercutido bastante é de uma churrascaria recente, que inaugurou a poucas semanas. A tal churrascaria ficou conhecida nas redes sociais por ser meio cômica, com piadinhas e um tom humorístico.

No entanto, essa brincadeira foi longe demais. Uma placa em frente a churrascaria diz: “Opção vegana – Se mata”. Em um mundo onde as pessoas já estão com muitos problemas psicológicos, o suicídio é um assunto tão sério, um estabelecimento aberto ao público faz uma “piada” estimulando isso de um grupo que normalmente já tem mais problemas relacionados com a saúde mental, por enxergar e dura realidade dos animais e lutar por suas vidas.

Brincadeiras com pessoas onívoras, brincadeiras com veganos ou qualquer brincadeira com qualquer grupo, só é legal quando não machuca, quando não é baseada em ódio, e que agrade a todos, caso contrário não é brincadeira ou piada, é ofensa, é maldade, é desrespeito, preconceito e intolerância.

O dono da churrascaria, por meio de um vídeo, se retratou nas redes sociais pedindo desculpas, e provavelmente desativou o perfil da churrascaria. Segundo o dono dessa churrascaria, teria passado dos limites e se sente profundamente arrependido.

Diversas entidades do meio vegano, defensores dos direitos animais, ativistas e até pessoas não veganas protestaram e se posicionaram contra essa agressão absurda.

Nós veganos, que lutamos pelos animais, buscamos fazer isso da maneira mais educada e respeitosa possível, pois sabemos que estamos inseridos numa cultura completamente carnista, e que mudanças tão amplas levam tempo. É necessário muito diálogo, disseminação de informação e paciência.

Não aceitamos em hipótese algum desrespeito com quem come animais ou derivados, porque sabemos que a maioria tem uma alimentação onívora e se apropria da vida dos animais não por maldade, mas por hábito, costume e influência.

Essa churrascaria ao invés de entender que o mundo caminha para uma redução drástica de consumo de origem animal, ampliar o leque e se informar do crescimento do mercado vegano, preferiu se opor ao veganismo e de maneira lamentável e infeliz.

Outro erro do proprietário, que se diz arrependido, é acreditar que o vegetarianismo e o veganismo é uma causa pequena, secundária, pois com esse pensamento estamos ignorando que 30 milhões de brasileiros e brasileiras se consideram vegetarianos. Ou seja, uma ofensa como essa atinge milhões de pessoas ao redor do Brasil, que lutam diariamente contra a exploração humana e não humana.

Debater questões sobre consumo de animais, opções de alimentação devem ser com respeito, com argumentos, tudo dentro do campo da cordialidade.

Fonte: Visão do Corre

Animais usados para alimentação