Manifestantes protestam pela volta dos rodeios em Marília, SP

Manifestantes protestam pela volta dos rodeios em Marília, SP
Manifestantes protestaram pela volta dos rodeios em Marília (Fotos: Reprodução/TV TEM)

Manifestantes protestaram durante a sessão da Câmara de Marília (SP) de segunda-feira (24) pela volta dos rodeios na cidade. Um projeto de lei que trata da regulamentação dos rodeios em Marília ainda é analisado pelas comissões, mas ainda não tem prazo para ser votado pelos vereadores.

O projeto de lei que trata da regulamentação dos rodeios está em análise pelas comissões da Câmara dos vereadores. Ele está baseado em uma lei federal, aprovada em 2016, que define o rodeio como uma manifestação cultural.

“É uma prática antiga, uma cultura antiga. Então a gente vem pedir a regularização dos vereadores por seu um patrimônio cultural do país”, comenta o vereador pelo PTN, Evandro Galete.

A rua em frente à Câmara foi ocupada por manifestantes que apoiam a volta dos rodeios, que desde 2009, não são realizados na cidade por causa de decisões judiciais. “As pessoas querem o rodeio e a sua volta. Desde que seja feito de uma forma justa e respeitando os animais”, explica o advogado Maurício Maldonado.

Representantes de quatro ONGs de proteção animal também estiveram presentes e pediram a extinção do projeto de lei. Eles alegam que a festa causa maus-tratos aos animais. “A gente acha um absurdo ter esse regresso de um show que prima a crueldade pelos animais”, comenta a presidente da ONG Adote, Lucimara Fernanda.

O projeto ainda não tem prazo para ser votado pelos vereadores. Mas já existem posições contrárias à volta dos rodeios dentro da casa de leis. “Os rodeios praticam os maus-tratos aos animais. Se a comissão de técnicos já chegou a essa conclusão, não tem alternativa a não ser que eu tome a mesma posição, contra os maus-tratos aos animais”, declara o vereador pelo PSD, Marcos Rezende.

Manifestantes protestaram em frente da Câmara Municipal pela volta dos rodeios em Marília

Outra reinvindicação

Os aposentados e pensionistas da administração municipal acompanharam a sessão da Câmara sem tumulto. Alguns levaram cartazes para cobrar a volta do vale alimentação de R$ 125, suspenso pela prefeitura. A decisão foi baseada em uma súmula do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Nós estamos tentando buscar uma alternativa para substituir isso. Nós contamos com apoio dos vereadores é isso que nós estamos tentando buscar aqui. Se não for vale alimentação, que seja outro, para que os aposentados não percam esse benefício”, explica o presidente do sindicato dos servidores, Mauro Cirino.

Em nota, a prefeitura de Marília disse que está atendendo a uma ordem judicial do STF e que irá fazer reuniões para discutir uma solução para o problema.

Servidores municpais aposentados também protestaram na sessão da câmara

Assista ao vídeo clicando aqui.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.