Projeto da UFPB realiza campanha de conscientização contra atropelamento de animais no Campus I

Projeto da UFPB realiza campanha de conscientização contra atropelamento de animais no Campus I

Seguindo a temática do Maio Amarelo, campanha do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para redução de acidentes no trânsito, o projeto de extensão Animais Comunitários, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com o apoio da Reitoria, lançou a campanha “Devagar! Animais na Pista”, para conscientização da população que circula diariamente nos campi da UFPB sobre o risco de atropelamento da fauna na instituição.

No Campus I da UFPB, já foram afixadas, com o apoio da Superintendência de Serviços Gerais (SSG/UFPB), 20 faixas da campanha para conscientização da comunidade, tanto na sede no bairro de Castelo Branco, quanto nos centros do bairro de Mangabeira e na unidade na cidade de Santa Rita. A intenção é evitar acidentes com pedestre e animais.

As faixas foram custeadas pelos protetores independentes de animais que atuam na UFPB. Para Edivania Luiz Barreto, coordenadora do projeto Animais Comunitários, a conscientização da comunidade acadêmica é uma questão de respeito à vida. “Porque, quando a gente dirige, o veículo pode ser uma arma contra quem está dirigindo, pedestres e animais que transitam no campus e em qualquer lugar. É preciso respeitar a velocidade, independente de ter placa de sinalização, não podemos banalizar”, disse a coordenadora da ação.

De acordo com levantamento do projeto Animais Comunitários, de março a maio de 2023 foram atropelados em torno de 15 gatos no Campus I da UFPB, sendo o último registro datado de 30 de maio e ocorrido em frente à Associação dos Servidores Inativos e Pensionistas da UFPB (ASIP). Os principais locais de atropelamento de gatos foram no Centro de Comunicação, Turismo e Artes (CCTA), Centro de Ciências da Saúde (CCS), Centro de Ciências Médicas (CCM), sendo o local com maior número de acidentes o CCTA, nas proximidades do prédio da Caixa Econômica.

Já os atropelamentos de animais silvestres foram registrados principalmente nas adjacências do CCTA e CCS. Edivânia acredita que essa localização se deva à proximidade dos centros com as áreas de matas na Universidade. “O que a gente quer é que haja harmonia entre meio ambiente, humanos e animais, porque estamos dentro de uma área que merece respeito, por isso que pensamos nessa ação dentro do projeto animais comunitários da UFPB”, explicou Edivânia.

A Reitoria da UFPB tem apoiado essa iniciativa de segurança dentro da Universidade, haja vista que além dos animais, há um grande número de pedestres que transitam na instituição e que podem sofrer devido à imprudência de alguns motoristas que dirigem com desatenção ou em alta velocidade. A Vice-reitora Liana Filgueira esclarece que, devido à campanha, já entrou em contato com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) para tratar do tema.

“Estamos tentando uma reunião para saber de que forma esse órgão pode nos auxiliar na instalação de placas, lombadas e outras ações que possam vir a colaborar e melhorar ainda mais o que está sendo feito atualmente. Então, é de fundamental importância este trabalho coordenado pela servidora Edivania, e toda a sua equipe está de parabéns. Estamos juntos para melhorar o bem-estar da nossa Universidade”, disse a Vice-reitora.

A campanha será permanente. Além das faixas, serão afixados adesivos com orientação nas guaritas de entrada do Campus I da UFPB, bem como cartazes nos quadros de avisos. Também estão previstas ações de conscientização dos visitantes da UFPB por ocasião das apresentações artísticas realizadas na Sala de Concertos Radegundis Feitosa, localizada na entrada do CCTA.

Mais informações sobre a campanha e sobre o projeto de extensão podem ser conferidas no perfil de Instagram @animaiscomunitariosufpb.

Projeto da UFPB realiza campanha de conscientização contra atropelamento de animais no Campus I

Por Elidiane Poquiviqui e Aline Lins

Fonte: Universidade Federal da Paraíba