VÍDEO: moradora é denunciada por usar chumbinho para matar gato em condomínio de Feira de Santana, BA

VÍDEO: moradora é denunciada por usar chumbinho para matar gato em condomínio de Feira de Santana, BA
Gato chegou a ser socorrido por moradores, mas não resistiu ao poder do chumbinho | Bnews - Divulgação Reprodução/Leitor BNews

Uma grave denúncia de envenenamento por chumbinho foi enviada ao BNews nesta terça-feira (3). Uma mulher, que não quis ser identificada, procurou a reportagem para contar que um gato, apelidado de Laranjinha, morreu após ingerir o veneno. Uma moradora do Condomínio Parque das Araras, localizado no bairro Ipê, em Feira de Santana, é a principal suspeita.

Na noite de segunda-feira (2), por volta das 20h50, o gato foi socorrido por moradores após comer um pedaço de calabresa frita com chumbinho. O animal apresentava sinais de envenenamento, teve convulsão e ficou com a língua roxa. Na emergência, os médicos veterinários tentaram entubar o animal, mas notaram que o pulmão dele estava tomado por líquido decorrente da ação do veneno. Posteriormente, o pet sofreu uma parada cardiorrespiratória e não sobreviveu.

Um outro morador decidiu investigar o caso enquanto o animal era socorrido. Na busca, ele encontrou pedaços de calabresa frita contendo veneno, espalhados principalmente na frente da casa da principal suspeita. (Veja o vídeo abaixo.)

De acordo com a denunciante, a suspeita de espalhar o veneno já teria demonstrado descontentamento diversas vezes com a presença dos animais no local, inclusive deixando isso claro em conversas do condomínio em grupos de mensagem.

“A maior preocupação é que achamos esses pontos de veneno, mas na rua tem mais dois ou três gatos, tem pessoas que passeiam com os pets e crianças. Se o animal pegasse esse veneno e levasse pra outro lugar, uma criança ingerisse, traria risco”, relatou a denunciante.

Vale ressaltar que a comercialização e utilização de chumbinho é proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde 2017. A substância pode causar danos ao sistema nervoso, como morte de neurônios e suas consequências.

Após o caso, moradores do condomínio foram até a 2ª Delegacia Territorial (Feira de Santana) para registrar um boletim de ocorrência contra a suspeita. No entanto, os policiais informaram que ela só deve ser ouvida no ano que vem.

Ainda de acordo com a denunciante, o condomínio foi informado da morte do animal por envenenamento e enviará uma notificação para a suspeita.

“É muito triste relatar isso. Amanhã, 4 de outubro, é comemorado o Dia Mundial dos Animais. Não foi uma tragédia pior porque encontramos outros pontos de veneno”, finalizou.

A Lei Sansão, sancionada em 2020, aumentou a pena para maus-tratos aos animais. O crime passou a ser punido com reclusão de dois a cinco anos, multa e proibição de guarda. Antes, a pena era de três meses a um ano de detenção e multa.

Por Victória Valentina

Fonte: BNews