Homem é preso em flagrante após matar dois cachorros e deixar outro gravemente ferido em Passo Fundo, RS

Homem é preso em flagrante após matar dois cachorros e deixar outro gravemente ferido em Passo Fundo, RS

Nesta quinta-feira (12), a Brigada Militar/3°RPMon prendeu em flagrante um homem após matar dois cachorros e deixar outro gravemente ferido no bairro Petrópolis em Passo Fundo. O caso ocorreu na Rua Almirante Barroso.

De acordo com informações obtidas pela Reportagem Policial da Rádio Uirapuru, a Sala de Operações 190 da Brigada Militar/3°RPMon foi acionada após um homem efetuar disparos de arma de fogo contra os cachorros no pátio de um vizinho.

Rapidamente, a Sala de Operações enviou uma guarnição do 2°Esquadrão para o local a fim de fazer contato com a vítima e localizar o autor.

Ao chegar no endereço, os policiais conversaram com a vítima, que era a tutora dos animais. Ela relatou que seu vizinho havia efetuado disparos de arma de fogo contra seus cachorros, resultando na morte de dois deles e deixando uma cadela gravemente ferida.

Os policiais também entraram em contato com o acusado, que alegou que seu gato havia entrado no pátio da vizinha e, como resultado, foi morto pelos cachorros. Ele afirmou que essa foi a razão para cometer o crime. Durante uma revista pessoal, foi encontrada uma munição do calibre .22 no bolso direito da calça do acusado.

Diante dos fatos, o homem recebeu voz de prisão em flagrante por crueldade contra animais e foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), onde foi registrada a prisão e posterior encaminhado ao Presídio Regional de Passo Fundo.

A arma utilizada no crime, uma espingarda 5.5 de pressão adaptada para o calibre .22, foi apresentada na Delegacia. As autoridades do Poder Judiciário e o Ministério Público foram informados sobre a prisão em flagrante.

Segundo nota, da defesa do acusado:

“O flagrado é cidadão primário e de bons antecedentes, que agiu em estado de necessidade, tendo efetuado os disparos apenas com a intenção de cessar a agressão e salvar a vida de sua gata, que estava sendo atacada por três cachorros da raça pitbull.”

A defesa vai requerer a liberdade provisória.

Por João Victor Lopes

Fonte: Rádio Uirapuru