Vereadores pedem a construção de hospital veterinário e pronto-socorro para animais em Barueri, SP

Vereadores pedem a construção de hospital veterinário e pronto-socorro para animais em Barueri, SP
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Duas indicações de vereadores apresentadas na Câmara Municipal de Barueri pedem a construção de um hospital veterinário municipal e um pronto socorro para animais domésticos.

O vereador Allan Miranda (PSDB) pediu a criação de um pronto-socorro para animais domésticos.

De acordo com o parlamentar, o projeto é importante “pois, diminuirá as ocorrências de zoonoses, sem falar os benefícios para a saúde do próprio cão ou gato”.

Ele afirma que a intenção é também prevenir os animais de doenças como câncer de mama, dos testículos e doenças da próstata e útero.

“Com a implementação deste projeto, nossa cidade contribuirá para uma satisfatória harmonia entre os munícipes e saúde animal”, diz o texto.

Já o vereador Fábio Luiz da Silva Rhormes (PC do B) indica à Prefeitura a construção de um hospital veterinário para os animais.

A justificativa é a de que “o acesso à saúde gratuita é um dos direitos dos animais”. Ele diz ainda que em casos que os bichos são “tutelados por famílias de baixa renda, que eventualmente necessitam do poder público para tratamentos e atendimentos de emergência”.

Osasco pode ter clínica veterinária, segundo prefeito

Durante visita ao Pet Parque, no Jardim Wilson, no mês passado, o prefeito de Osasco Rogério Lins (PTN), anunciou um projeto de implantação de uma clínica veterinária pública e gratuita na cidade.

“Estamos iniciando um estudo para tratar sobre a viabilidade de um local gratuito para atendimento aqui para oferecer consultas, cirurgias e todos os procedimentos médicos necessários aos animais de estimação”, declarou o prefeito.

Por William Galvão

Fonte: Visão Oeste 


Nota do Olhar Animal: CUIDADO COM AS ENGANAÇÕES! Temos percebido no noticiário um aumento significativo da apresentação, nas câmaras municipais, de PROJETOS DE INDICAÇÃO relacionados à questão animal. Lembramos que este tipo de projeto não tem qualquer efeito prático, tratando-se meramente de uma manifestação política formal dos vereadores e não obrigando a Prefeitura a fazer algo após sua aprovação. Para que a apresentação destes projetos não represente apenas uma ação vazia e marqueteira, são necessários o comprometimento e a ação política do vereador no sentido de envolver-se profundamente com o que está propondo. De que forma? Abrindo diálogo com a população, com o movimento protetivo e com o prefeito, e tomando medidas para que o projeto se viabilize, de forma a facilitar sua implantação. Ser vereador é também se comprometer profundamente com as propostas que encaminha até que se tornem uma realidade e não abandoná-las após a aprovação. E esta postura vale para qualquer tipo de projeto, inclusive para os projetos de lei. Um projeto de indicação pode ser uma ferramenta de pressão política, mas se a única medida do vereador for apresentá-lo, é certeza de que não há seriedade e de que ele não passa de “pirotecnia” para angariar a simpatia dos protetores e simpatizantes dos animais. É importante que os vereadores sejam permanentemente cobrados em relação aos projetos que apresentam e que a população e os protetores não permitam que eles sejam usados para simular apoio à causa com medidas inócuas. Desejamos que os vereadores de Barueri citados na matéria encarem as propostas com a seriedade que elas exigem e que tenham êxito na iniciativa de criação de hospital e pronto-socorro veterinário públicos naquela cidade, onde o prefeito já declarou a intenção de implantar uma clínica veterinária gratuita.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.