Abandono de animais domésticos em Goiânia aumenta cerca de 60% por conta da pandemia do coronavírus, diz ONG

Abandono de animais domésticos em Goiânia aumenta cerca de 60% por conta da pandemia do coronavírus, diz ONG

O número de casos de abandono de animais domésticos em Goiânia aumentou cerca de 60% por conta da pandemia do coronavírus. Organizações Não Governamentais (ONGs) e a Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma) disseram que muitas pessoas estão abandonando por medo de que os bichos transmitam o vírus. Outras, por não terem mais condições para cuidar.

LEIA MAIS Abandono de animais domésticos em Goiânia aumenta cerca de 60% por conta da pandemia do coronavírus, diz ONG
Projeto que cria a Farmácia Veterinária Popular em Goiás já tramita na Assembleia Legislativa

Projeto que cria a Farmácia Veterinária Popular em Goiás já tramita na Assembleia Legislativa

Os amantes de animais do Estado de Goiás ganharam um bom motivo para comemorar. Isso porque tramita na Assembleia Legislativa um projeto de lei (PL) que institui a criação de uma Farmácia Veterinária Popular, voltada para tutores de animais domésticos que não podem arcar com os altos custos dos medicamentos veterinários.

LEIA MAIS Projeto que cria a Farmácia Veterinária Popular em Goiás já tramita na Assembleia Legislativa

Projeto que faz cadeiras de rodas para cachorros com dificuldade de mobilidade precisa de voluntários, em Goiânia, GO

O projeto “Reciclando Patas”, que confecciona cadeiras de rodas para cachorros com dificuldade de mobilidade, está precisando de voluntários em Goiânia. Segundo o idealizador, André Luiz da Costa, mais de 900 cães com dificuldade de mobilidade já foram contemplados com doações de cadeiras de rodas.

LEIA MAIS Projeto que faz cadeiras de rodas para cachorros com dificuldade de mobilidade precisa de voluntários, em Goiânia, GO
Cães em estrutura improvisada montada em chácara de Goiânia, Goiás — Foto: Mônica Aquino/Arquivo pessoal

Com dívidas, protetora pede ajuda para não fechar abrigo com quase 300 animais, em Goiânia: ‘Vamos acabar na rua’

A vendedora Mônica Aquino, de 48 anos, cuida, por conta própria, de um abrigo com 293 cães e gatos, em Goiânia. Com dívidas acumuladas em R$ 35 mil e sem condições financeiras para manter a estrutura, ela pensou em fechar o abrigo, que existe há quase quatro anos, e doar os animais.

LEIA MAIS Com dívidas, protetora pede ajuda para não fechar abrigo com quase 300 animais, em Goiânia: ‘Vamos acabar na rua’